Uma Teia de Famílias


Living [Parents]

Living [Parents]

They had the following children:

  M i Living
  F ii Living
  M iii Living

JANYS Zeferino Rosa [Parents] was born on 21 Nov 1916 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil. He died on 8 Jun 1968 in Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was Rutura do aneurisma. He was buried in Cemitério São Miguel em São Gonçalo. He married MÊRCEDES da Motta on 9 May 1936 in Cartório do Quarto Distrito de Neves de São Gonçalo.

Registro de Nascimento (L A-16 f74v #199) # 1° DISTRITTO DO MUNICÍPIO DE SANTO ANTÔNIO DE PÁDUA. Estado do Rio de Janeiro. Nascimento n° 199. Certifico que às folhas 74 v° do livro n° A-16 do Registro de Nascimento foi lavrado hoje o assentamento de JANYS, nascido aos 21 de novembro de 1916, às 06 horas e 00 minutos, em domicílio, do sexo masculino; Filho de JOSÉ ELÍDIO ROSA e de MARIA ZEFERINO. São avós paternos JOSÉ ROSA e OVÍDIA MARIA DA CONCEIÇÃO e avós maternos FRANCISCO ZEFERINO DA SILVA e RUPHINA ZEFERINO DA SILVA. Foi declarante Cyro Figueiredo, e servirão de testemunhas, não consta do termo. Registro feito aos 22 de novembro de 1916. Observações: (em branco. O referido é verdade e dou fé. Santo Antônio de Pádua, 28 de dezembro de 2001.

Início do Histórico Militar # HISTÓRICO MILITAR: ANO DE 1935: A 1°:- NOVEMBRO:- foi incluído no estado efetivo do Segundo Batalhão de Caçadores - Companhia de Metralhadores, como voluntário de acôrdo com o artigo trinta e três do Regulamento do Serviço Militar, tomando o número quinhentos e cincoenta e oito. - É filho de JOSÉ ELÍDIO ROSA e MARIA ZEFERINO, natural do Estado do Rio de Janeiro Município de Santo Antonio de Pádua, nascido em vinte e um de novembro de mil novecentos e dezesseis, com um metro e sessenta e cinco centímetros de altura, cor branca, cabelos castanhos, olhos castanhos, boca grande, nariz reto, rosto oval, barba e bigodes raspados, solteiro, agricultor, sabendo ler, escrever contar e nadar, já vacinado e com uma cicatriz de corte na falange do dedo indicador da mão esquerda.

Carta que mandou a família enquanto estava na Itália durante a II Guerra Mundial # Itália, 17 de Maio de 1945. Adorada esposa, Mercêdes. Envio-te este, daqui do "Front da Velha Itália", onde tantos brasileiros de(r)ramaram o seu sangue para que de novo reinas(s)e a Paz sobre a face da terra. Onde elevamos bem alto o nome de nosso amado "Brasil." Tenha este bem guardado para que em nossa velhice, possamos lembrar destes tempos de nossos herois. Do teu Janys.

Entre os vários elogios de seus superiores, cito o do Capitão Mário Mendes de Andrade, comandante da 2° Companhia # Louvo o 2° Ten. Janys Zeferino Rosa, oficial finamente educado, civil e militarmente, honesto, trabalhador, metódico e modesto, ingressou a pouco no oficialato. Como Subtenente desta Cia. muito cooperou no meu comando, tornando-o fácil, mesmo, pois pelo seu tirocínio, método, honestidade, pontualidade e assiduidade, reconhecida capacidade profissional e de trabalho, desenvolveu um ritmo de trabalho notável na administração da Cia., concorrendo, para que todas as relações e escriturações se mantivessem sempre em dia, ordem e asseio. E com pezar que vejo afastar-se do convívio desta subunidade, o imprimirá um cunho de trabalho, que lhe é peculiar, tornando-se em pouco tempo merecedor de confiança e respeito de seus superiores, colegas e subordinados. Em nome da 2° Cia. dêste Regimento, agradeço ao Ten. Janys sua valiosa cooperação a esta Cia., e lhe desejo sinceros votos de felicidade na DGP, onde vai servir.

Assim o Coronel Armando Rosenzweig Menezes o elogiou # Pelo Boletim Interno n°183, de 5 de Out 965, foi excluído do estado efetivo desta Repartição, o Capitão do QOA JANYS ZEFERINO ROSA, que passou à reserva no posto de Major. No período em que serviu nesta CR, como Tenente e com Capitao, nas funções de Delegado de Recrutamento em Linhares, o Capitão JANYS confirmou o bom conceito que já angariava em sua carreira militar. Empenhou-se a fundo na propaganda do Serviço Militar, nos municípios que sua DR jurisdicionava e conseguiu, graças a sua presença, legalizar a situação militar de milhares de brasileiros, residentes naqueles rincões. Verifica-se, pela leitura de suas folhas de alterações que sua vida na caserna foi sempre ornada com as mais dignificantes referências elogiosas, inclusive no período de sua permanência na FÔRÇA EXPEDICIONÁRIA BRASILEIRA. Ao apresentar-lhe despedidas, faço votos para que goze uma merecida inatividade, justa recompensa pelos anos de bons serviços prestados ao Exército.

Casamento (1° Circunscrição do 4° Distrito, L19 f74vº #1706) # Aos nove dias do mês de maio do anno de mil novecentos e trinta e seis, neste quarto districto de Neves, do município de São Gonçalo, Estado do Rio de Janeiro, Repúblico dos Estados Unidos do Brasil, às dezessete horas, em cartorio à Rua Benjamim Constant, vinte e quatro, sobrado, presente o Excellentissimo senhor doutor Flávio Fróes da Cruz, meritíssimo Juiz do districto da comarca e presidente dos casamentos na forma da lei, commigo escrivão e official do registro civil abaixo nomeado e assignado e as testemunhas no fim deste qualificadas e assiganadas, ahi (?), depois do mesmo meritíssimo juiz, presidente do acto, em observância ao que prescreve o artigo cento e noventa e quatro, do código civil Brasileiro, haver ouvido dos nubentes presentes, a affirmação de que persistiam no firme propósito de casar um com o outro, por livre e espontânea vontade, declarou effetivando no regimem de comunham de bens, o casamentto dos contraentes: senhor JANYS ZEFERINO ROSA, com dona MERCÊDES ROSA, digo, MERCÊDES DA MOTTA; elle, natural deste Estado, nascido em vinte e um de novembro de mil novecentos e dezesseis, militar, solteiro, domiciliado neste districto e residente a rua Getúlio Vargas, duzentos e vinte e quatro, filho legítimos de JOSÉ ELIDIO ROSA e Dona MARIA ZEFERINA, com as idades respectivas de quarenta e dois e trinta e oito annos de idade, residentes no Estado do Espírito Santo; Ella que passará a assignar-se MERCÊDES MOTTA DA ROSA, e natural desta Estado, nascida em vinte e oite de novembro de mil novecentos e dezoito, domestica, solteira, domiciliada neste districto e residente à rua Getúlio Vargas, duzentos e vinte e quatro, filha legitima de JOÃO DA SILVA ARANHA fallecido há quatorze anno e de Dona ARLINDA DA MOTTA ARANHA, com quarenta e três annos de idade, residente em Araruama. Os contraentes para se habilitarem, apresentaram os seguintes documentos: memorial com as suas residências e as de seus pais; declaração do commandante do segundo districto, digo, segundo Batalhão de Caçadores, sobre a certidão de idade do contraente, declaração de duas pessoas maiores affirmando não haver parentesco, outro qualquer impedimento que os inhiba de casar um com outro, tudo de acordo com o artigo cento e oitenta, números um, dois, treis e quatro, tendo sido dado o consentimento a contrahente para este casamento, pelo mesmo meritíssimo juiz, que também dispensou por liberação dos editais de proclama, depois de ouvido e Ministério Público. Em firmesa (...) lavrei este termo que lido e (...) conforme vai assignado pelos mesmo meritíssimo juiz, os contraentes e pelas testemunhas do acto, os senores: Moacyr Pereira da Silva, brasileiro, casado, do comercio, residente a rua Benjamim Constant, vinte e quatro, neste districto e Cicero Henrique Coutinho, brasileiro, casado, do comercio, residente a rua Galvão, tresentos e trinta e cinco, em Nictheroy. Eu João Alvares de (...) Araujo, escrevente autorizado, o escrevi. Eu Augusto Gomes da Silva, official do registro civil (o lavro) e assino. Flavio Fróes da Cruz. Janys Zeferino Rosa. Mercedes Motta. Moacyr Pereira da Silva. Cicero Henrique Coutinho. Miguel (...) Baptista. Daniel Pereira da Silva. Augusto Gomes da Silva.

Óbito (10° Circunscrição do Engenho Novo L C-80 f12v #43663) # JOSÉ ALVES LINHARES.OFICIAL DO REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS DA 10° CIRCUNSCRIÇÃO FREGUESIA DO ENGENHO NOVO DO ESTADO DA GUANABARA. Substituto Jorge Thiago Sbano. REGISTRO DE ÓBITO. CERTIFICA que a fls. 12v° do livro a C-80 sob o n° 43.663 e registros de obtidos consta o de JANYS ZEFERINO ROSA falecido a oito de junho de mil novecentos e sessenta e oito a(s) 16 hora(s) 50 minutos (no) Hospital Central do Exército - nesta, do sexo masculino e cor branca, filho de JOSÉ ELÍDIO ROSA e MARIA ZEFERINO DA SILVA. Idade 52 anos, profissão militar. Estado civil casado com MERCÊDES MOTTA DA ROSA, residência Rua Ruy Barbosa, 97 - estado do Rio. Natural (do) Espírito Santo. Causa mortis rutura do aneurisma. Médico atestante Dr. Rubens Pedro Macuco Janine. Local do enterramento: Cemitério São Gonçalo - Niterói - Estado do Rio, foi declarante Noé Machado Botelho. Termo lavrado em 10 de junho de 1968. Observações: Ignora se deixa bens, deixa três filhos maiores. Eu, (...), escrevente juramentado a extraí. O referido é verdade e dou fé. Rio de Janeiro, 28 de janeiro de 1971. Oficial do registro civil Jorge Thiago Sbano.

MÊRCEDES da Motta [Parents] was born on 28 Nov 1918 in Praia Seca (Restinga) em Araruama, Rio de Janeiro, Brasil. She died on 31 Jul 1995 in Unamar em Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was Insuficiência respiratória aguda, senilidade, efisema e arteriosclerose.. She was buried on 1 Aug 1995 in Cemitério São Miguel de São Gonçalo. She married JANYS Zeferino Rosa on 9 May 1936 in Cartório do Quarto Distrito de Neves de São Gonçalo.

Registro de Nascimento (L21 f45) # Aos trinta dias do mez de novembro de mil novecentos e dezoito, compareceu eno meu cartório, nesta cidade de Araruama, Estado do Rio de Janeiro, JOÃO DA SILVA ARANHA, morador no lugar da Restinga, primeiro distrito deste município, e perante mim e as testemunhas abaixo nomeadas e assignados, declaram; que no dia vinte e oito do corrente mez, em sua residência às vinte e uma horas da noite, nasceu uma criança do sexo feminino, de cor branca, que se chamará ”MERCEDES”, filha legítima dele declarante e de sua mulher Dona ARLINDA DA MOTTA ARANHA, ele natural da República de Portugal e ella deste município, residentes e salineiros neste distrito, não existe nem existiu irmão de igual nome, casarão-se pelo regimen de communhão de bens civilmente neste districto, avós paternos MANOEL DA SILVA ARANHA e LUZIA DA SILVA, e materno, PAULINO JOSÉ DA MOTTA e FELICISSIMA MARIA MENDONÇA DA MOTTA. Do que para constar, lavrei este termo, em que commigo assignaram Aumito Mendes da Fonseca Ramos, a rogo do declarante, por dizer não saber ler nem escrever e as testemunhas Guilherme Augusto da Silva Leite e Manoel Ferreira dos Santos, maiores, lavradores e rezidentes neste primeiro distrito. Dr Jayme Lopes de Aguiar, Dr de Paz e Official do registo civil o escreve e assigna. Jayme Lopes de Aguiar. Aumito Mendes da Fonseca Ramos. Guilherme Augusto da Silva Leite. Manoel Ferreira dos Santos.

Óbito # REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. ESTADO DO RIO DE JANEITO. PODER JUDICIÁRIO. COMARCA de Casimiro de Abreu - RJ 2° DISTRITO. GUIA DE SEPULTAMENTO. CERTIFICO, que à fls. 298, do livro C-20 de Registro de Óbitos, sob o termo n 1.081, foi registrado o de MERCÊDES MOTTA DA ROSA falecid(a) aos 31 de julho de 1995, às 23,15 horas em Hospital de Barra de São João - 2 Distrito, do sexo feminino, de cor (em branco), profissão pensionista, natural deste Estado, residente e domiciliado à Rua da Raposa, s/n - neste Estado - Unamar - 2 Distrito de Cabo Frio - RJ, com 76 (anos) de idade, estado civil viúva, filha de JOÃO DA SILVA ARANHA e de Dona ARLINDA DA MOTTA ARANHA. Foi declarante Delmi Zeferino Rosa, e o atestado de óbito foi firmado pelo Dr. Paulo de Tarso Lima Dames, que deu como causa de morte, insuficiência respiratória aguda, senilidade, e(n)fisema e arteriosclerose e o sepultamento vai ser realizado no cemitério São Miguel - RJ. Observações: Não era mais eleitora, nao deixa bens, deixa filhos. O referido é verdade e dou fé. Cartório do Registro Civil das Pessoas Naturais, do 2° Distrito. 01 de agosto de 1995. Ariel da Silva Marques Jr. Oficial.

Descende Rei dos Reis Dario I, de Carlos Magno, de Fernando I Rei de Leão e Castela, de Ramiro II Rei de Leão e Addallah ibn Muhammed Sétimo Emir de Córdova, de Hugo Capeto,de William I o Conquistador da Inglaterra, de Afonso Henriques Rei de Portugal e de Martim Afonso de Sousa fundador de São Vicente/Br.

They had the following children:

  M i Living
  M ii Living
  M iii Living

JOAQUIM Gomes Barbio [Parents] was born on 15 Oct 1911 in Cordeiro, Rio de Janeiro, Brasil. He died on 6 May 1979 in Patronato em São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was Infarto do Miocárdio. He was buried on 7 May 1979 in Cemitério de São Gonçalo. He married IZAURA Pereira on 29 Jun 1933 in Residência em Serrinha.

Primeiro registro de Nascimento # Aos dezoito dias do mez de Outubro de mil novecentos e onze, neste Districto de Cordeiro, Termo de Cantagalo, Estado do Rio de Janeiro, neste cartório compareceu MANOEL GOMES BRABIO, portuguez, lavrador, residente neste Districto, filho legitimo de FRANCISCO GOMES BRABIO e RITA DE JESUS, português o primeiro fallecido e a segunda residente neste Districto, casado com MARIA DE JESUS, portuguesa, filha legitima de ANTONIO RODRIGUES ARAIOLLA e FRANCISCA DE JESUS, portugueses, fallecidos e declarou que sua mulher no dia quinze do corrente às oito horas da noite deu a luz a uma criança de cor branca de sexo masculino que se chamará JOAQUIM de que para constar faço este termo que assigna commigo as testemunhas e a rogo do declarante por não saber ler nem escrever Manoel Anistão Jaccond. Eu João Bellieni Salgado, Official do Registor Civil que escrevi. João Bellieni Salgado. Manoel Auistão Jaccond. João Lauro Martins. (...)

Segundo registro de Nascimento # REPUBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL. REGISTRO CIVIL. ESTADO D o Rio de Janeiro. MUNICÍPIO DE Campos. DISTRICTO DE Campos. Nascimento (N° 182). Eduardo Ramos, escrivão de Paz e Official de Registro Civil interino, por nomeação na forma da lei. Certifico que a fls. 134 v do livro n° 7, de registro de nascimento foi feito o assento de JOAQUIM GOMES BARBIO, nascido aos 15 de Outubro de 1911, às [em branco] horas, em Serrinha, do sexo Masculino, de côr branca, filho legítimo de MANOEL GOMES BARBIO e de MARIA BARBIO, sendo avôs paternos FRANCISCO GOMES BARBIO e RITA DE JESUS e maternos ANTONIO RODRIGUES e FRANCISCA DE JESUS RODRIGUES. Foi declarante o registrando e serviram de testemunhas: Candido Rocha e José Marques Freire. Observações: Registro de acordo com o Decreto n° 197/0 de 18 de Fevereiro do ano 1931, do governo Provizorio da Republica do Brazil. O referido é verdade e dou fè. 14° distrito de Campos, 16 de janeiro de 1933. Eduardo Ramos. O OFICCIAL.

Casamento # REGISTRO CIVIL. REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. 13° Distrito do Município de Campos. JOAQUIM GOMES BARBIO. D. IZAURA PEREIRA. Letice de Araújo Willeman, Escrivão do Juizo e Oficial do Registro Civil do 13° Distrito do Município de Campos Estado do Rio de Janeiro e República Federativa do Brasil, por nomeação na forma da Lei, etc. Certifico que do livro de número 15, de Registro Civil de Casamentos deste Distrito, à folha 76V° a 77 consta o termo número 50, do casamento de JOAQUIM GOMES BARBIO e dona IZAURA PEREIRA. Ele, com vinte e dois anos de idade, data de nascimento não consta do têrmo, natural deste Município, filho legítimo de MANOEL GOMES BARBIO e dona MARIA BARBIO; ela, com dezoito anos de idade nascida em data não mencionada no têrmo, natural deste distrito, filha legítima de JOSÉ PEREIRA e dona MARIA PEREIRA. Casamento realizado no dia vinte e nove do mês de junho do ano de mil novecentos e trinta e três, as onze horas, em domicilio, no lugar denominado Serrinha, neste distrito. Presidiu o ato, o meritíssimo Sr. Juiz de Paz deste distrito, Oscar Alves Ferreira, servindo de testemunhas João Pereira de Sousa e José Barbosa Vieira. O referido é verdade e dou fé décimo terceiro Distrito do Município de Campos Estado do Rio de Janeiro aos vinte e cinco dias do mês de junho do ano de mil novecentos e setenta e um (1971). Eu, Letice de Araújo Willeman Escrivão do Juízo de Paz e Oficial do Registro a subscrevo e assino. Letice de Araújo Willeman. Escrivã Substituta "ad-roc"

Óbito (4° Distrito de São Gonçalo, L C-3, f127, #1368) # REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Estado do Rio de Janeiro. município de São Gonçalo. 1° Circunscrição do 4° Distrito. REGISTRO CIVIL. Óbito N° 1.368. Antonia Duarte da Silva Martins, Oficial do registro civil interino, por nomeação na forma da lei, etc. CERTIFICA que às fls. 127 do livro n° C-3 de registro de óbitos, foi feito hoje o assento de JOAQUIM GOMES BARBIO, do sexo masculino, de cor branca, falecido no dia 06 de maio de 1979, na rua Francisco Portela, 1480, nesta circunscrição, às 5:30 horas, natural deste Estado, profissão aposentado, com 68 anos de idade, estado civil casado, residente no local de óbito; filho de MANOEL GOMES BARBIO e de MARIA BARBIO. Foi declarante Carlos Alberto Barbio, sendo o atestado de óbito firmado pelo doutor Manoel de Lima que deu como causa da morte infarto agudo do miocárdio. Será sepultado no Cemitério de São Gonçalo. Observações: Para fins de sepultamento. O referido é verdade e dou fé. Vila de Neves, 07 de maio de 1979. Antonia Duarte da Silva Martins.

IZAURA Pereira [Parents] was born on 21 Jun 1915 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil. She died on 30 Nov 1983 in São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was Choque cardiogênico, infarto agudo do miocárdio, insuficiência coronariana.. She was buried 31 nov 1983 in Cemitério de São Gonçalo. She married JOAQUIM Gomes Barbio on 29 Jun 1933 in Residência em Serrinha.

Descende Rei dos Reis Dario I, de Carlos Magno, de Fernando I de Leão, Ramiro II de Leão, de Hugo Capeto, de Addallah ibn Muhammed Sétimo Emir de Córdova de William I o Conquistador da Inglaterra e de Afonso Henriques de Portugal.

Segundo registro de Nascimento # REPUBLICA DOS ESTADOS UNIDOS DO BRASIL. REGISTRO CIVIL. ESTADO D o Rio de Janeiro. MUNICÍPIO DE Campos. DISTRICTO DE Campos. Nascimento (N° 183). Eduardo Ramos, escrivão de Paz e Official de Registro Civil interino, por nomeação na forma da lei. Certifico que a fls. 135 do livro n° 7, de registro de nascimento foi feito o assento de IZAURA PEREIRA, nascida aos 21 de Junho de 1915, às [em branco] horas, em Serrinha, do sexo Feminino, de côr branca, filha legítima de JOSÉ PEREIRA e de MARIA PEREIRA, sendo avós paternos JANUÁRIO PEREIRA e MARIA DE JESUS e maternos MANOEL DOS SANTOS e MARIA DO MONTE DO CARMO. Foi declarante José Pereira e serviram de testemunhas: Candido Rocha e José Marques Freire. Observações: Registro de acordo com o Decreto n° 197/0 de 18 de Fevereiro do ano 1931, do governo Provizorio da Republica do Brazil. O referido é verdade e dou fè. 14° distrito de Campos, 16 de janeiro de 1933. Eduardo Ramos. O OFICCIAL.

obs: O nascimento ocorreu em Santo Antônio de Pádua e não em Serrinha.

Óbito (1° Distrito de São Gonçalo, L C-27, f238, #13010)# REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. Poder Judiciário. REGISTRO CIVIL. cartório de registro civil do 1° Distrito, município de São Gonçalo, Estado do Rio de Janeiro. Óbito N° 13010. Ubalpyro José da Silva, Oficial do registro civil, por nomeação na forma da lei, etc. CERTIFICO que a fls. 238 do livro n° C-27 de registro de óbitos foi feito hoje o assento de IZAURA PEREIRA falecida hoje, às 08:30 horas, no Pronto Socorro Alcântara, n(este) distrito, do sexo feminino, de cor branca, profissão do lar, natural deste Estado, domiciliado à rua Dr. Francisco Portela, 1480, neste município, com 76 anos, estado civil casada, digo, viúva; filha de JOSÉ PEREIRA e de MARIA PEREIRA. Foi declarante Carlos Alberto Barbio, sendo o atestado de óbito firmado pela Dra. Cristina Maria Rangel Bogado deu como causa da morte choque cardiogênico, infarto agudo do miocárdio, insuficiência coronariana. O sepultamento foi feito no cemitério São Gonçalo. Para fins exclusivos de sepultamento. Observações: (em branco). O referido é verdade e dou fé. São Gonçalo, 30 de outubro de 1983. Ubalpyro José da Silva. Oficial do registro civil.

They had the following children:

  M i Manoel Gomes Barbio
  F ii Living
  F iii Living
  F iv Living
  M v José Manoel Pereira Barbio was born in 1940 in Serrinha em Bom Jesus do Itabapoana, Rio de Janeiro, Brasil. He died in 1940 in Serrinha em Bom Jesus do Itabapoana, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was Coqueluche.
  M vi Manoel José Pereira Barbio was born in 1940 in Serrinha em Bom Jesus do Itabapoana, Rio de Janeiro, Brasil. He died in 1940 in Serrinha em Bom Jesus do Itabapoana, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was Coqueluche.
  F vii Living
  F viii Living
  F ix Living
  M x Living

JOSÉ ELÍDIO Rosa [Parents] was born in May 1895 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil. He died on 9 Jun 1944 in São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was insuficiencia renal e uremia. He was buried on 10 Jun 1944 in São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. He married MARIA Zeferino da Silva on 18 Mar 1916 in Igreja de Santo António de Pádua.

Other marriages:
Mendonça da Motta, ARLINDA

Casamento (L9 f129 #10) # Casamento N° 10 à fls. 129 do Livro n° 9 de Registro de Casamentos foi encontrado hoje, o assento do casamento de JOSÉ ELÍDIO ROSA e MARIA ZEFERINO, contraído perante o D(outor) juiz de paz Sr. José Francisco Afonso e as testemunhas Antonio Duarte Correia e João Caetano de Oliveira. Ele, nascido (neste) Estado, (com) 20 anos, profissão sapateiro, domiciliado (nesta) cidade e residente (nesta) cidade, filho de JOSÉ ROSA e de D(ona) OVÍDIA MARIA DA CONCEIÇÃO. Ela, nascida (neste) Estado (com) 19 anos, profissão doméstica, domiciliada nesta cidade e residente nesta cidade, filha de FRANCISCO ZEFERINO DA SILVA e D. RUPHINA ZEFERINO DA SILVA. Observações: o casamento foi realizado aos 18 de março de 1916.

Óbito # Aos dez dias do mês de junho de mil novecentos e quarenta e quatro, nesta Vila de Neves, quarto distrito do Município de São Gonçalo, Estado do Rio de Janeiro, em cartório, compareceu Aristides Rosa, o qual exibindo um atestado de óbito firmado pelo doutor Aécio Nanci, declarou que: ontem, às vinte e uma horas, em sua residência, à rua Doutor Pior Borges, sessenta e cinco, neste distrito, de uremia insuficiência cárdio reanl faleceu JOSÉ ELÍDIO ROSA, do sexo masculino, de cor branca, com quarenta e nove anos de idade, natura dêste Estado, domiciliado e residente no lugar do óbito, comerciante, filho legítimo de JOSÉ ROSA, falecido, e OVÍDIA CONCEIÇÃO ROSA, viúva, doméstica e residente neste distrito, ambos naturais deste Estado, casado com MARIA ZEFERINO ROSA, foram casados no Município de Santo António de Pádua, neste Estado, deixando um único filho de nome JANYS ZEFERINO ROSA, de maior idade legal. Não deixa bens e vai ser sepultado no Cemitério de São Gonçalo. Declaro este termo, que assina o Oficial de Registo Civil, com o declarante. Eu, (...) e assigno. Aristides Rosa. (...)

MARIA Zeferino da Silva [Parents] was born on 11 Sep 1896 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil. She died on 3 Feb 1979 in Serra, Espírito Santo, Brasil. The cause of death was fibrilação ventricular, insuficiencia cardiaca congestiva, cardiosclerose. She was buried on 3 Feb 1979 in Cemitério de Maruípe em Serra. She married JOSÉ ELÍDIO Rosa on 18 Mar 1916 in Igreja de Santo António de Pádua.

Other marriages:
Marques, Júlio

Batizado (L35 f37) # Na matriz desta freguesia foi batizada a inocente MARIA ZEFERINO, filha legítima de FRANCISCO ZEFERINO DA SILVA e RUFINA JACINTA DA SILVA e foram padrinhos. Luis Antonio da Silva e Julia Maria de Jesus.

Óbito (L C-9 f40 n10.477) # No livro C-9 às folhas 40 sob o n 10.477 de registro de óbito, consta o de MARIA ZEFERINO falecida aos três de fevereiro de mil novecentos e setenta e nove às 00:30 horas em transito para (o) hospital, nesta cidade, do sexo feminino, de profissão doméstica, natural do Rio de Janeiro, residente (no) Bairro São Diogo, M° Serra, neste Estado, com 82 anos de idade, de estado civil viúva; Sendo filha de FRANCISCO ZEFERINO DA SILVA e DONA RUPHINA ZEFERINO DA SILVA. O atestado de óbito foi apresentado a Cartório do dia 03/02/1979, por Arnaldo Neres, e estava assinado pelo médico Dr. Geraldo Cerutti e deu como causa de morte fibrilação ventricular, insuficiencia cardiaca congestiva, cardiosclerose. O sepultamento foi feito no dia 03 às 15:30 horas, no Cemitério de Maruípe, nesta cidade.

They had the following children:

  M i JANYS Zeferino Rosa
  F ii Daise Zeferino Rosa was born in 1919/1920 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil. She died in 1924/1926 in São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil.
  M iii Joel Zeferino Rosa was born in 1920/1922 in Ju Paranã em Linhares, Espírito Santo, Brasil. He died in 2000 in Maringá, Paraná, Brasil.

JOÃO da Silva Aranha [Parents] was born on 13 Oct 1892 in (Distrito de Aveiro,) Portugal. He died in Feb 1922 in Praia Seca (Restinga) em Araruama, Rio de Janeiro, Brasil. He married ARLINDA Mendonça da Motta on 13 Nov 1917 in residência de Paulino José da Motta.

Casamento # Aos treze dias do mez de Novembro de mil novecentos e dezassete, as quatro horas da tarde, no lugar da Restinga deste primeiro distrito de Araruama, na casa de residência do cidadão PAULINO JOSÉ DA MOTTA, presentes o terceiro juiz de paz em exercício José Camacho de Sá, no impedimento do segundo juiz de paz commigo official de Registro Civil, as testemunhas abaixo qualificadas e assignadas, receberão em matrimonio depois do juiz ter lido o artigo cento e trinta e trez do código civil brasileiro, serão considerados casados JOÃO DA SILVA ARANHA, nascido em trez de Outubro de mil oitocentos e noventa e dois, solteiro, portuguez, salineiro, domiciliado e residente no lugar da Restinga deste distrito, filho legitimo de MANOEL DA SILVA ARANHA, nascido no ano de mil oitocentos de trinta e um e LUISA DA SILVA, nascida no ano de mil oitocentos de sessenta e um, domiciliares e residentes em Portugal; e Dona ARLINDA MENDONÇA DA MOTTA, solteira brasileira, de profissão doméstica, nascida no anno de mil em vinte de Outubro de mil oitocentos e noventa e um, domiciliares e residentes no lugar da Restinga, filha legitima de PAULINO JOSÉ DA MOTTA, nascido em vinte e sete de Setembro de mil oitocentos setenta e um e de FELICISSIMA MARIA DE MENDONÇA, nascida em dezoito de junho de mil oitocentos e setenta e dois, domiciliados e residentes no referido lugar da Restinga, os quais no mesmo (ato) affirmarão que persistiam no propósito de se cazarem por livre e espontânea vontade cujo fim apresentarão os documentos exigidos pelo código civil, certidão de idade de cada um dos contrahentes, declaração de (estado), domicilio e residência natural dos conjuges e de seus pares, declaração de duas testemunhas, que affirmarão conhecer os contrahentes e affirmarão não existir entre elles impedimento quaes inhiba de se cazarem, em vista de tres documentos, foram publicados os editaes de proclamas no dia primeiro de Outubro próximo passado, em dia quinze do dito mez outubro os contrahentes, habilitados para o casamento dentro dos trez meses imediatos. Esse fez, digo de que mandou o [procedente deste] lavrar o presente que depois de lido e [conferido] conforme vai por elles assignarão, pelos contrahentes e pelas testemunhas de veto Antonio Domingues da Costa Mendonça, de quarenta e sete annos de idade, tabelião, casado, residente na cidade de Araruama, José dos Santos Branco, de trinta e quatro annos de idade, casado, salineiro, residente no primeiro districto de Araruama. Eu Manoel Correa Machado, official do Registro Civil assesti e assignei. José Camacho de Sá. João da Silva Aranha. Arlinda Mendonça da Motta

ARLINDA Mendonça da Motta [Parents] was born on 20 Oct 1891 in Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. She died on 1 Nov 1972 in Neves em São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was Insuficiência ventricular esquerda. She was buried in Cemitério de São Miguel. She married JOÃO da Silva Aranha on 13 Nov 1917 in residência de Paulino José da Motta.

Other marriages:
Rosa, JOSÉ ELÍDIO

Óbito # Ao primeiro de novembro de mil e novecentos e setenta e dois, nesta segunda circunscrição do Quarto Distrito do Município de São Gonçalo, Estado do Rio de Janeiro, em cartório compareceu Alvaro Machado de Oliveira, brasileiro, casado, soldador a oxigênio, residente à Rua C da Vila João Monteiro, casa vinte, nesta circunscrição, apresentando um atestado de óbito firmado pelo Doutor Helly Reis, declarou que em conseqüência de insuficiência ventricular esquerda, em sua residência, no dia de hoje, às nove horas em ~~ faleceu ARLINDA MOTTA ROSA, natural deste Estado, do sexo feminino, de cor branca, estado civil solteira, profissão doméstica, residente no local do óbito, com oitenta e sete anos de idade, filha de pais de nomes ignorados. A falecida não deixou bens a inventariar. O sepultamento será feito no cemitério desta Cidade, nada mais declarou. Lido e achado, conforme assina o declarante conmigo, Antonio Nascimento, Escrevente de Justiça, que escrevi. E eu, Jolerme de Souza Azevedo, Oficial do Registro Civil, subscrevo e assino.
Alvaro Machado de Oliveira.

Descende Rei dos Reis Dario I, de Carlos Magno, de Fernando I Rei de Leão e Castela, de Ramiro II Rei de Leão e Addallah ibn Muhammed Sétimo Emir de Córdova, de Hugo Capeto,de William I o Conquistador da Inglaterra, de Afonso Henriques Rei de Portugal e de Martim Afonso de Sousa fundador de São Vicente/Br.

They had the following children:

  F i MÊRCEDES da Motta

JOSÉ ELÍDIO Rosa [Parents] was born in May 1895 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil. He died on 9 Jun 1944 in São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was insuficiencia renal e uremia. He was buried on 10 Jun 1944 in São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. He married ARLINDA Mendonça da Motta.

Other marriages:
Zeferino da Silva, MARIA

Casamento (L9 f129 #10) # Casamento N° 10 à fls. 129 do Livro n° 9 de Registro de Casamentos foi encontrado hoje, o assento do casamento de JOSÉ ELÍDIO ROSA e MARIA ZEFERINO, contraído perante o D(outor) juiz de paz Sr. José Francisco Afonso e as testemunhas Antonio Duarte Correia e João Caetano de Oliveira. Ele, nascido (neste) Estado, (com) 20 anos, profissão sapateiro, domiciliado (nesta) cidade e residente (nesta) cidade, filho de JOSÉ ROSA e de D(ona) OVÍDIA MARIA DA CONCEIÇÃO. Ela, nascida (neste) Estado (com) 19 anos, profissão doméstica, domiciliada nesta cidade e residente nesta cidade, filha de FRANCISCO ZEFERINO DA SILVA e D. RUPHINA ZEFERINO DA SILVA. Observações: o casamento foi realizado aos 18 de março de 1916.

Óbito # Aos dez dias do mês de junho de mil novecentos e quarenta e quatro, nesta Vila de Neves, quarto distrito do Município de São Gonçalo, Estado do Rio de Janeiro, em cartório, compareceu Aristides Rosa, o qual exibindo um atestado de óbito firmado pelo doutor Aécio Nanci, declarou que: ontem, às vinte e uma horas, em sua residência, à rua Doutor Pior Borges, sessenta e cinco, neste distrito, de uremia insuficiência cárdio reanl faleceu JOSÉ ELÍDIO ROSA, do sexo masculino, de cor branca, com quarenta e nove anos de idade, natura dêste Estado, domiciliado e residente no lugar do óbito, comerciante, filho legítimo de JOSÉ ROSA, falecido, e OVÍDIA CONCEIÇÃO ROSA, viúva, doméstica e residente neste distrito, ambos naturais deste Estado, casado com MARIA ZEFERINO ROSA, foram casados no Município de Santo António de Pádua, neste Estado, deixando um único filho de nome JANYS ZEFERINO ROSA, de maior idade legal. Não deixa bens e vai ser sepultado no Cemitério de São Gonçalo. Declaro este termo, que assina o Oficial de Registo Civil, com o declarante. Eu, (...) e assigno. Aristides Rosa. (...)

ARLINDA Mendonça da Motta [Parents] was born on 20 Oct 1891 in Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. She died on 1 Nov 1972 in Neves em São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was Insuficiência ventricular esquerda. She was buried in Cemitério de São Miguel. She married JOSÉ ELÍDIO Rosa.

Other marriages:
da Silva Aranha, JOÃO

Óbito # Ao primeiro de novembro de mil e novecentos e setenta e dois, nesta segunda circunscrição do Quarto Distrito do Município de São Gonçalo, Estado do Rio de Janeiro, em cartório compareceu Alvaro Machado de Oliveira, brasileiro, casado, soldador a oxigênio, residente à Rua C da Vila João Monteiro, casa vinte, nesta circunscrição, apresentando um atestado de óbito firmado pelo Doutor Helly Reis, declarou que em conseqüência de insuficiência ventricular esquerda, em sua residência, no dia de hoje, às nove horas em ~~ faleceu ARLINDA MOTTA ROSA, natural deste Estado, do sexo feminino, de cor branca, estado civil solteira, profissão doméstica, residente no local do óbito, com oitenta e sete anos de idade, filha de pais de nomes ignorados. A falecida não deixou bens a inventariar. O sepultamento será feito no cemitério desta Cidade, nada mais declarou. Lido e achado, conforme assina o declarante conmigo, Antonio Nascimento, Escrevente de Justiça, que escrevi. E eu, Jolerme de Souza Azevedo, Oficial do Registro Civil, subscrevo e assino.
Alvaro Machado de Oliveira.

Descende Rei dos Reis Dario I, de Carlos Magno, de Fernando I Rei de Leão e Castela, de Ramiro II Rei de Leão e Addallah ibn Muhammed Sétimo Emir de Córdova, de Hugo Capeto,de William I o Conquistador da Inglaterra, de Afonso Henriques Rei de Portugal e de Martim Afonso de Sousa fundador de São Vicente/Br.

They had the following children:

  F i Maria Rosa da Motta
  F ii Eunice da Motta
  F iii Noêmia da Motta

JOSÉ ANTONIO Rosa was born in 1855/1860 in (Santo Antônio de Pádua), Rio de Janeiro, Brasil. He died in 1916/1917 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil. He married OVÍDIA MARIA DA CONCEIÇÃO dos Santos in 1880/1885 in Santo Antônio de Pádua.

OVÍDIA MARIA DA CONCEIÇÃO dos Santos [Parents] was born in 1860 in Itaocara, Rio de Janeiro, Brasil. She died on 31 May 1954 in Mutondo em São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was senilidade. She was buried in Cemitério de São Gonçalo. She married JOSÉ ANTONIO Rosa in 1880/1885 in Santo Antônio de Pádua.

Óbito # Em trinta e um de maio de mil novecentos e cincoenta e quatro neste primeiro distrito do município de São Gonçalo, Estado do Rio de Janeiro em meu cartório compareceu Thereza Bifano Rosa, residente à Rua Alzira Duque Estrada, 331, veio apresentando um atestado de óbito firmado pelo D(outo)r Ilton Faria da Costa declarou que com assitencia medica em conseqüência de conseqüência senil no dia de hoje às duas horas em sua residência faleceu OVIDIA ROSA, do sexo feminino de cor branca, com 94 anos de idade, natural deste Estado, viúva, domestica, residente onde faleceu, digo, viuva de JOSÉ ANTONIO ROSA filha de SILVERIO JOSE DOS SANTOS e MARIA LUZIA DOS SANTOS. O falecido não deixou bens a inventariar e deixou dois filhos maiores. O sepultamento será feito no cemitério desta cidade. Nada mais declarou, lido e achado conforme assina o declarante, Eu Marilda (....), Oficial substituta, (...). Thereza Bifano Rosa. (...)

They had the following children:

  M i JOSÉ ELÍDIO Rosa
  M ii Aristides Rosa

Júlio Marques was born in 1890/1895 in Juiz de Fora, Minas Gerais, Brasil. He died after 1946 in distrito de Ju Paranã, Linhares, Espírito Santo, Brasil. The cause of death was vítima de assassinato. He married MARIA Zeferino da Silva.

MARIA Zeferino da Silva [Parents] was born on 11 Sep 1896 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil. She died on 3 Feb 1979 in Serra, Espírito Santo, Brasil. The cause of death was fibrilação ventricular, insuficiencia cardiaca congestiva, cardiosclerose. She was buried on 3 Feb 1979 in Cemitério de Maruípe em Serra. She married Júlio Marques.

Other marriages:
Rosa, JOSÉ ELÍDIO

Batizado (L35 f37) # Na matriz desta freguesia foi batizada a inocente MARIA ZEFERINO, filha legítima de FRANCISCO ZEFERINO DA SILVA e RUFINA JACINTA DA SILVA e foram padrinhos. Luis Antonio da Silva e Julia Maria de Jesus.

Óbito (L C-9 f40 n10.477) # No livro C-9 às folhas 40 sob o n 10.477 de registro de óbito, consta o de MARIA ZEFERINO falecida aos três de fevereiro de mil novecentos e setenta e nove às 00:30 horas em transito para (o) hospital, nesta cidade, do sexo feminino, de profissão doméstica, natural do Rio de Janeiro, residente (no) Bairro São Diogo, M° Serra, neste Estado, com 82 anos de idade, de estado civil viúva; Sendo filha de FRANCISCO ZEFERINO DA SILVA e DONA RUPHINA ZEFERINO DA SILVA. O atestado de óbito foi apresentado a Cartório do dia 03/02/1979, por Arnaldo Neres, e estava assinado pelo médico Dr. Geraldo Cerutti e deu como causa de morte fibrilação ventricular, insuficiencia cardiaca congestiva, cardiosclerose. O sepultamento foi feito no dia 03 às 15:30 horas, no Cemitério de Maruípe, nesta cidade.

They had the following children:

  M i Living
  M ii Living
  F iii Neli Zeferino Marquês was born in 1934 in Linhares, Espírito Santo, Brasil. She died in Linhares, Espírito Santo, Brasil.
  M iv Oladir Zeferino Marquês was born in 1935/1936 in Linhares, Espírito Santo, Brasil. He died in 1953 in Linhares, Espírito Santo, Brasil.
  F v Living
  F vi Living
  F vii Living

FRANCISCO Zeferino da Silva [Parents] was born in 1853 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil. He died on 6 Mar 1939 in Inhuma em Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil. The cause of death was Amoferimento Cerebral. He married RUFINA JACINTA DA CONCEIÇÃO da Cunha in 1881/1882 in Conceição da Boa Vista em Recreio.

Óbito (L C11 f187 #2692) # Aos seis dias do mes de março do ano de mil novecentos e trinta e nove, nesta cidade de João Pessoa, Sede da Comarca de mesmo nome, Estado do Espírito Santo, em Cartório compareceu: Jeovah Cabral, em presença das duas testemunhas abaixo assinadas e declarou que: às três horas e meia de hoje, em domicilio, no lugar Inhuma, neste distrito, faleceu: FRANCISCO ZEFERINO DA SILVA, do sexo masculino, de oitenta e cinco anos de idade, de cor branca, lavrador, casado com RUFINA ZEFERINA, no Cartório de Santo Antonio de Pádua, daquele Estado, vitimado por morte natural causado por Amoferimento Cerebral, conforme atestado médico do Dr. N. Cysne e será sepultado no Cemitério Público desta cidade; o falecido deixa bens a inventariar, não deixando testamento conhecido, era eleitor e do consórcio existem filhos de nome e idade, JOSÉ, JOÃO, RITA, MARIA, LUCINIA, WALDEMIRO, PEDRO, CONCEIÇÃO, ANTONIO, RANOLPHO, CYRO e FRANCISCA, respectivamente de sessenta e um, cinquenta e quatro, quarenta e oito, quarenta e seis, quarenta e cinco, quarenta e quatro, trinta e nove, trinta e seis, trinta e oito, trinta e cinco, quarenta e seis, trinta e dois anos. E, para constar, lavrei este termo que, depois de lido, vai assinado pelo declarante e testemunhas. Fortunato Ribeiro e Cyro Nogueira, funcionários públicos, residentes nesta cidade. Eu, José de Oliveira Castro, escrevente compromissado, o escrevi. E eu, Darcy Ribeiro de Castro, Oficial do Registro Civil o subscrevo, dou fé e assino.

Em qualquer pesquisa genealógica, sempre há ancestrais misteriosos e entre eles encontra-se Francisco Zeferino da Silva. Francisco seria natural, ou pelo menos, de origem portuguesa (1), fato este não confirmado em sua certidão de óbito. De Portugal teria partido depois de ter sido impedido de se casar com uma prima. Esta magoa o teria levado a renegar a família, se dizendo filho de ninguém (2). Esta magoa o teria levado a renegar a família, se dizendo filho de ninguém. Segundo uma antiga informação disponibilizado por Gederson Zeferino da Silva no antigo site do Orkut (2007), Francisco seria natural de Cataguases, Minas Gerais. Porém, como observei, vi que há diversos "Zeferino da Silva" na região de Miracema (RJ) e contemporâneos a Francisco, indicando que a família já estava na região antes deste último.

Outra informação importante que foi passada por outro descendente de Francisco, era a de que e este era cristão novo e depois Maçon. No início do séc. XX converteu-se à Igreja Batista após conhecer Salomão Luiz Guisburg (1867-1927), judeu polônes e também Maçon convertido à Igreja Batista, fundando um comunidade e uma igreja desta denominação em sua fazenda. Além de um cemitério. Duas de suas filhas e um filho (Antônio) estudaram no Colégio Batista no RJ (3).

Andanças da Família Zeferino da Silva: Ao se casar em Conceição da Boa Vista, os casal permaneceu no vilarejo onde teve, pelo menos um filho. Logo após o nascimento do primeiro filho, o casal saiu de Conceição de Boa Vista e se mudou para Santo Antônio de Pádua, de onde é possivel que Francisco fosse natural. Provavelmente se estabeleceram em Barro Branco, na época lugarejo de Santo Antonio e atualmente distrito de São José de Ubá. Entre os anos de 1916 e 1925, o casal teria se mudado para Mimoso do Sul, no Espírito Santo. Lá, Francisco adquiriu uma pequena fazenda e tinha um alambique no Distrito de Inhuma.

(1) Informações passadas por pela neta do casal Júlia, filha da segunda união de Maria Zeferino da Silva.
(2) Esta versão foi confirmada por Miriam, filha de Glorinha Zeferino Marques e neta de Maria Zeferino da Silva e Júlio Marques, que contou-me que Francisco se dizia filho de "ovo choco". Miriam também afirma que ele se dizia de origem portuguesa.
(3) Eli Nunes Marques filho de Waldomiro por e-mail 20/06/2017.

Divergência no nome e datas dos filhos do casal conforme dado nos óbitos dos pais
Nome e idade no Óbito de Francisco (ano) - Nome no óbito de Rufina
JOSÉ sessenta e um (1878) - JOSÉ - A idade de José está seguramente errada.
JOÃO cinquenta e quatro (1885) - JOÃO
RITA quarenta e oito (1891) - RITA
MARIA quarenta e seis (1893) - MARIA
CYRO quarenta e seis (1893) - CARLOS
LUCINIA quarenta e cinco (1894) - SILVIO - Talvez a Lucinia seja o Silvio!
WALDEMIRO quarenta e quatro (1895) - VALDEMIRO
PEDRO trinta e nove (1900) - PEDRO
ANTONIO trinta e oito (1901) - ANTONIO
CONCEIÇÃO trinta e seis (1903) - CONCEIÇÃO
RANOLPHO trinta e cinco (1904) - Não mencionado, talvez já falecido em 1946.
FRANCISCA trinta e dois anos (1907) - FRANCISCA

RUFINA JACINTA DA CONCEIÇÃO da Cunha [Parents] was born in 1860 in Conceição da Boa Vista em Recreio, Minas Gerais, Brasil. She died on 2 Jan 1946 in Inhuma em Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil. The cause of death was infarto. She married FRANCISCO Zeferino da Silva in 1881/1882 in Conceição da Boa Vista em Recreio.

Óbito (L C14 f160v) # Aos dois dias do mes de janeiro de mil novecentos e quarenta e seis, nesta Cidade de Mimoso do Sul, Sede da Comarca do mesmo nome, Estado do Espírito Santo, em Cartório compareceu: João Zeferino em presença das duas testemunhas abaixo assinadas e declarou que: às sete horas de hoje, em domicílio, no lugar Inhuma, neste distrito, faleceu: RUFINA ZEFERINO, do sexo feminino, de oitenta e cinco anos de idade, de cor branca, sem profissão, natural do Estado de Minas Gerais, domiciliada e residente neste distrito, de filiação ignorada, viúva de FRANCISCO ZEFERINO, cujo casamento foi realizado no Cartório da Vila de Conceição da Boa Vista, do Estado de Minas Gerais e do qual deixa onze filho vivos de nomes: JOSÉ, JOÃO, RITA, SILVIO, PEDRO, VALDEMIRO, CARLOS, ANTONIO, CONCEIÇÃO, MARIA e FRANCISCA, todos com os sobrenomes ZEFERINO, vitimada por morte natural causada por sincope cardíaca, conforme atestado médico do Dr. N. Cisne e será sepultada no Cemitério desta Cidade. Deixa bens a inventariar, naão deixando testamento. E para constar lavrei este termo, que depois de lido, vai assinado pelo declarante e e testemunhas: João Gonçalves de Araujo, carcereiro, e José de Sousa Lima, lavrador. Residentes neste distrito. Eu, José de Oliveira Castro, Oficial do Registo Civil Substituto, o escrevi, dou fé e assino.

Minha trisavó Rufina Jacinta da Conceição, certamente era natural da cidade vizinha de Conceição da Boa Vista, atualmente distrito de Recreio em Minas Gerais. Já pelas informações deixadas por minha bisavó e legadas à sua filha Júlia, Rufina seria natural de Miracema. Todavia, esta hipótese não é confirmada pelos documentos contemporâneos. A primeira hipótese é reforçada pelo fato dela ter em seu nome o orago de Boa Vista (i.e. Conceição) e pelo fato de seu filho mais velho ter nascido naquela vila. Quando a origem de Rufina, novamente Júlia afirmou que ela descendia de Suíços. Já Miriam afirmou que ela descendia de Italianos ou Ingleses. Segundo outro descendente deste casal, o nome de família de Rufina era Blanco (1). Já pela informação deixada pela mãe de Eli Nunes (2) que conheceu de perto a avó Rufina esta teria o sobrenome da Cunha. Como Waldomiro foi casado com uma prima, então Maria da Cunha seria irmã de Rufina.

(1) Gederson Zeferino da Silva (por e-mail), neto de Pedro.
(2) Eli Nunes Marques filho de Waldomiro por e-mail 20/06/2017.

They had the following children:

  M i José Zeferino da Silva
  M ii João Zeferino da Silva was born in 1885 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil.
  M iii Pedro Zeferino da Silva
  F iv Rita Zeferino da Silva
  M v Carlos Zeferino da Silva was born in 1892 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil.
  M vi Silvio Zeferino da Silva was born in 1894 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil.

Migrou para o Paraná, se juntando aos irmãos Waldomiro e Pedro. Teve uma única filha.
  M vii Waldomiro Zeferino da Silva
  F viii MARIA Zeferino da Silva
  M ix Antônio Zeferino da Silva was born in 1901 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, .

Estou no colégio Batista no RJ, sendo um homem de grande erudição, dominando mais de um idioma. Esteve um tempo na cidade de Mandaguari (PR) onde os seus irmãos Waldomiro, Pedro e Silvio estavam. Foi professor da Universidade no Rio de Janeiro e um dos fundadores do antigo Departamento Nacional do Café, antigo Instituto Brasileiro do Café. Fonte: Eli Nunes Marques filho de Waldomiro, por e-mail 20/06/2017.
  F x Conceição Zeferino da Silva was born in 1903 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil.
  M xi Ranolfo Zeferino da Silva was born in 1904 in Santo Antônio de Pádua, Rio de Janeiro, Brasil. He died in 1939/1945 in Mimoso do Sul, Espírito Santo, Brasil.

Ranolfo já não é citado entre os filhos vivos no óbito de sua mãe.
  F xii Francisca Zeferino da Silva

Living [Parents]

Living [Parents]

They had the following children:

  M i Living

Home Next Last

Surname List | Name Index