Uma Teia de Família


Living [Parents]

Living [Parents]

They had the following children:

  F i Living
  M ii Living

Manoel de Paula Rubim [Parents] was born in 1922 in São José de Ubá, Rio de Janeiro, Brasil. He died in 1982 in Boa Vista em São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. He was buried in 1982 in Cemitério do Maruí. He married Elza Pinto in 1944 in Macaé.

Manoel era militar e conheceu Elza em Macaé, onde se casaram, em 1944, e aí viveram até aproximadamente 1957. Separaram-se, então, com Manoel indo para Niterói viver com uma irmã. Manoel faleceu em Niterói, no Hospital Santa Mônica. (fonte: I. R. Rocco por e-mail em 2017/01/28).

Elza Pinto [Parents] was born on 15 Sep 1921 in Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. She died in 2002 in Resende, Rio de Janeiro, Brasil. She was buried in 2002 in Cemitério Muncipal de Resende. She married Manoel de Paula Rubim in 1944 in Macaé.

Após a separação, Elza foi para o Engenho Novo-Rj, onde seus pais, Lopelina e Aristóteles, moravam nesta época. Pouco depois, Elza e seus pais se mudaram para um apartamento, comprado por Aristóteles, no Méier. Lá residiram até finais de 1966, quando passaram a morar na casa de uma filha Luíza, na R. Afonso Pena, Tijuca. Elza, quando adoeceu, estava em Itatiaia, na residência de uma filha, foi hospitalizada em Resende e seu corpo encontra-se em cemitério de Resende. (fonte: I. R. Rocco por e-mail em 2017/01/28).

They had the following children:

  M i Living

Augusto de Paula Rubim [Parents] was born about 1895. He married Rita de Oliveira Gomes.

Rita de Oliveira Gomes [Parents] was born about 1895. She married Augusto de Paula Rubim.

They had the following children:

  M i Manoel de Paula Rubim

Manoel de Paula Rubim was born about 1865. He married Teresa Cortês.

Teresa Cortês was born about 1865. She married Manoel de Paula Rubim.

They had the following children:

  M i Augusto de Paula Rubim

José Gomes de Oliveira was born about 1860. He married Virginia Monfort Charles.

Virginia Monfort Charles was born in 1865. She married José Gomes de Oliveira.

They had the following children:

  F i Rita de Oliveira Gomes

Aristóteles Pinto da Cunha [Parents] was born in 1884 in Córrego do Ouro (freguesia de Neves) em Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. He was christened on 27 Dec 1884 in Igreja de NS das Neves. He died on 26 May 1967 in Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. He was buried on 27 May 1967 in Cemitério do Rosário em Macaé. He married Lopelina Lopes Malheiros on 06 Apr 1907 in Na casa de Manoel Lopes Malheiros em Macaé.

Quando casou era morador de Barra de São João. Faleceu em Macaé (L-15 f41v #12816) as 10:40h em seu domicílo à R. Rui Barbosa de pneumonia.

Lopelina Lopes Malheiros [Parents] was born in 1889 in Córrego do Ouro (freguesia de Neves) em Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. She died on 04 Nov 1975 in Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil. The cause of death was Hemorragia cerebral, hipertensão arterial, arterioesclerose generalizada. She was buried on 05 Nov 1975 in Cemitério de S. Francisco Xavier no RJ. She married Aristóteles Pinto da Cunha on 06 Apr 1907 in Na casa de Manoel Lopes Malheiros em Macaé.

Faleceu às 08h da manhã na 5° Circunscrição da Lagoa e Gávea (L-316 f234 #115.505) no Rio de Janeiro, à R. Constante Ramos, 121, ap 601 vítima de hemorragia cerebral, hipertensão arterial, arterioesclerose generalizada.

They had the following children:

  F i Elza Pinto
  F ii Living

Manoel Lopes Malheiros was born about 1865 in (...), Rio de Janeiro, Brasil. He married Luísa Batista da Costa on 08 May 1873 in Igreja de NS das Neves.

Casou-se em Córrego do Ouro (Macaé) (L3 f84v)

Luísa Batista da Costa was born about 1865 in (...), Rio de Janeiro, Brasil. She married Manoel Lopes Malheiros on 08 May 1873 in Igreja de NS das Neves.

They had the following children:

  F i Maria Lopes Malheiros was born in 1876 in Córrego do Ouro (freguesia de Neves) em Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. She was christened on 04 May 1876 in Igreja de NS das Neves.
  M ii Nelson Lopes Malheiros
  M iii Eurípedes Lopes Malheiros was born in 1879 in Córrego do Ouro (freguesia de Neves) em Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. He was christened on 15 May 1879 in Igreja de NS das Neves.
  M iv Napier Lopes Malheiros
  F v Elvira Lopes Malheiros was born in 1887 in Córrego do Ouro (freguesia de Neves) em Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. She was christened on 20 Jan 1887 in Igreja de NS das Neves.
  F vi Lopelina Lopes Malheiros
  M vii Newton Lopes Malheiros was born in 1889 in Córrego do Ouro (freguesia de Neves) em Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. He was christened on 08 Jun 1889 in Igreja de NS das Neves.
  F viii Mercedes Lopes Malheiros was born in 1894 in Córrego do Ouro (freguesia de Neves) em Macaé, Rio de Janeiro, Brasil. She was christened on 25 Feb 1894 in Igreja de NS das Neves.

Francisco Ernesto Rocco [Parents] was born on 21 Sep 1897 in Cabedelo, Paraíba, Brasil. He was christened on 08 Dec 1897 in Igreja de St. Rita. He died on 19 Jul 1985 in Niterói, Rio de Janeiro, Brasil. He was buried on 20 Jul 1985 in São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. He married Vicência Batista de Sousa Rocco on 24 Oct 1942 in Cartório de Irajá e Jacarepaguá.

Francisco, já adulto, foi trabalhar na Marinha Mercante do Brasil. Era chefe de máquinas quando se aposentou. Em Setembro de 1943 o seu navio "Piave" foi torpedeado por um submarino alemão.

TRIPULANTES SALVOS; Rio, 15 (A. M.) - O Piave um dos navios brasileiros afundados pelos submarinos do Eixo, foi construído no Canadá, em 1913. Deslocava 2.547 toneladas. Servia, presentemente, na linha Manaus-Caripito, na Venezuela. Dentre os seus tripulantes, conseguiram salvar-se, chegando às praias de Port of Spain, os seguintes: João Gonçalves Vilão Leite, imediato: Manoel Macedo, praticante de piloto: Aurélio Nicomedes de Almeida, cont. mestre: Antônio Eugênio do Nascimento, marinheiro; Claudio dos Santos e Manoel da Conceição Pereira, moços de convés; José Candido de Almeida 1.° radio-telegrafista: David Pacheco Salgado, 2° radio-telegrafista; FRANCISCO ERNESTO ROCCO, 1° maquinista; Antonio Barbosa dos Santos, 2° maquinista; Nazaré Gregoon, 3° maquinista; Ageu Salvador da Costa e Raimundo dos Santos Souto, cabo foguista; Leoncio da Costa Filho, João Gregório de Freitas, foguistas; Emilio Gonçalves Falaca, taifeiro. São 19 os tripulantes desaparecidos, inclusive o comandante do navio, Renato Ferreira da Silva (DIÁRIO DE PERNAMBUCO, 14/SET/1943 - No Rio, 116 náufragos dos navios nacionais "Barbacena" e "Piave")

Casou-se (L B65 f001 #2642, 12° circunscrição) em Irajá quando morava na R. Chui, 109 com sua mãe já viúva.

Vicência Batista de Sousa Rocco [Parents] was born on 02 Apr 1905 in Espinheiro em Recife, Pernambuco, Brasil. She died on 11 Sep 1987 in São Gonçalo, Rio de Janeiro, Brasil. She married Francisco Ernesto Rocco on 24 Oct 1942 in Cartório de Irajá e Jacarepaguá.

They had the following children:

  M i Ivan de Sousa Rocco
  F ii Iracema Rocco was born on 16 Apr 1930 in Estado do Rio de Janeiro, Brasil. She died on 13 Apr 2008 in Estado do Rio de Janeiro, Brasil.
  M iii Carlos di Pacce Rocco was born on 29 Nov 1931 in Recife, Pernambuco, Brasil. He died on 17 May 1993 in Brasil.
  M iv Humberto di Pacce Rocco was born on 28 May 1934 in Brasil. He died on 26 Aug 1996 in Brasil.

Francisco Antônio Rocco was born in 1857 in Rovinj, Istra, Croácia. He died on 22 May 1940 in João Pessoa, Paraíba, Brasil. He married Maria Francisca di Pace on 25 Sep 1895 in Igreja de St. Rita.

Francisco Antônio, que era de Rovigno, que na época pertencia à Itália mas hoje pertence à Áustria, trabalhava no porto da Paraíba, em Cabedelo, e era responsável pelo "Mole" (cais do porto), veio através da Great Western para ajudar na construção da estrada de ferro.

Maria Francisca di Pace was born in Dec 1874 in Pedras de Fogo, Paraíba, Brasil. She died on 03 Aug 1965 in Santa Rita, Paraíba, Brasil. She married Francisco Antônio Rocco on 25 Sep 1895 in Igreja de St. Rita.

Maria Francisca passou para o Brasil ainda jovem, se fixando no município de Santa Rita, na Paraiba. Lá conheceu Francisco, também natural da Itália (*). Na Paraíba trabalhava como Enfermeira e foi "uma das mais famosas parteiras dessa época na Cidade das Acácias".
(*) Atualmente a cidade de Rovigno pertence a Austria.

They had the following children:

  M i Francisco Ernesto Rocco
  M ii José Elias Rocco was born in 1899/1902 in Cabedelo, Paraíba, Brasil. He died in Brasil.
  M iii João Rocco was born in 1901/1904 in Cabedelo, Paraíba, Brasil. He died in Brasil.
  F iv Marieh Rocco was born in 1902/1905 in Cabedelo, Paraíba, Brasil. She died in Brasil.
  F v Rita Rocco was born in 1905/1908 in Cabedelo, Paraíba, Brasil. She died in Brasil.
  F vi Ana Eva Rocco was born on 05 Mar 1915 in Cabedelo, Paraíba, Brasil. She died in Brasil.
  M vii Vicente Edmundo Rocco was born on 30 Nov 1916 in Cabedelo, Paraíba, Brasil. He died on 22 Mar 2006 in Sapé, Paraíba, Brasil.


O médico e humanista VICENTE EDMUNDO ROCCO, nasceu em 30/11/1916, na Cidade de Cabedelo/PB, sendo os seus pais o Sr. Antônio Francisco Rocco e D. Maria Di Pace Rocco, uma das mais famosas parteiras dessa época na Cidade das Acácias.
Cursou e formou-se em medicina na famosa Faculdade do Recife/PE, tendo como colegas da turma de 1940, os inovidáveis Ac. José Asdrúbal Marsíglia de Oliveira e Dr. Roberto Granville, ambos, pratas que pontificaram em nossa província e entre tantas destacadas personalidades médicas do Nordeste.
Assim, recém-formado, veio diretamente para João Pessoa, onde residia sua mãe, pois, não tinha condições financeiras para instalar consultório. Aconselhado por amigos, resolveu fixar-se na cidade de Sapé (PB), onde iniciara suas atividades profissionais em 19 de abril de 1941. Trabalhou com afinco no primeiro ano, atendendo, como médico polivalente, urgências de todos os tipos em vasta região, incluindo os municípios de Sapé, Marí, Cruz do Espírito Santo, Mulungu, Alagoinha, Guarabira e outros, chegando a atender uma população de mais de 100.000 habitantes, ora nos sítios ou vilas, às vezes à cavalo e até em canoa. Certa vez, na zona rural, à noite, quando atendia uma parturiente, tivera que mandar derrubar às pressas uma parede da casa, a fim de poder iluminar, com o farol de seu carro o campo operatório e poder debelar hemorragia obstétrica copiosa.
Casou-se com D. Francisca das Chagas Catão Rocco, figura distinta e de origem acriana, tendo deixado duas filhas: Dra. Mônica Catão Rocco de Menezes (ginecologista e obstetra), casada com o empresário Áureo Nóbrega de Menezes (já falecido) e Dra. Débora Emília Catão Rocco (cirurgiã dentista), casada com o Dr. José Walter Barros de Farias, também, cirurgião dentista.
Em 19 de abril de 1942, fora inaugurado o Hospital Sá Andrade, do Município de Sapé, onde passou a exercer intensa atividade como cirurgião geral, realizando todo tipo de cirurgia, contando com a colaboração de renomados anestesiologistas, dentre os quais são citados: Clovis Beltrão, José Moura, Jurandir Coutinho Marques, Ferdinando Paraguay, Almir Ferreira Lopes e Clócio Beltrão. Inúmeros cursos teórico-práticos foram dados ao pessoal para-médico, tendo treinado várias Auxiliares de Enfermagem que adquiriram grande competência.
Do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, do qual era Membro Titular, foi, o Dr. Vicente Edmundo Rocco agraciado, em fevereiro de 1983, com o TITULO DE HONRA AO MÉRITO, pela realização de serviços prestados à cirurgia paraibana, sendo saudado como o Homem que fundou a Meca da Cirurgia de Grande Porte na Paraíba.
Em meados de 1962, no Governo João Goulart, fôra inaugurado o Posto do SAMDU (Serviço de Assistência Médica Domiciliar e de Urgência) da Cidade de Sapé, tendo sido seu primeiro Diretor.
Membro Fundador da Academia Paraibana de Medicina e primeiro ocupante da Cadeira Nº 40, onde assumiu vários cargos de destaque nas diversas diretorias.
Como Membro do Rotary Club de Sapé, prestara serviços em prol da comunidade sapeense e dera importante contribuição à campanha vitoriosa de erradicação da poliomielite, que tivera o apoio do Rotary em todo território brasileiro.
Em Sapé, contara com a efetiva colaboração dos facultativos de saudosa memória, os Drs. Alceu Colaço e Edmilson Cunha.
Realizado financeiramente e, ultimamente, residindo em João Pessoa, não desativara sua clínica em Sapé, onde continuava a atender seus clientes três vezes por semana.
Como incansável prestador de serviços médicos, a atuação do Dr. Vicente Edmundo Rocco mira-se em Gabriela Mistral, segundo a qual: “servir é a tarefa das grandes almas”, e está, perfeitamente, em consonância com os ensinamentos de Maimônides, filósofo da Idade Média, que rezava: “Senhor, encha a minha alma de amor pela arte e por todas as criaturas. Sustenta a força do meu coração para que esteja sempre pronto a servir ao pobre, ao rico, ao amigo e ao inimigo, ao bondoso e ao malvado. E faz que eu não seja senão o humano, naquele que sofre”.
Vicente Edmundo Rocco, homem de fino trato, além de ser possuidor de ilibada conduta moral e cívica era muito admirado e elogiado por seus colegas. À propósito, o Prof. Mario Rigatto, membro da Academia Nacional de Medicina, de saudosa memória, dissera: “O conceito mais importante para um médico e o que ele mais deve preservar não é o que dele faz a sociedade nem tão pouco seus clientes. É o conceito que dele fazem seus colegas. Os charlatões costumam ser queridos por seus clientes. Um profissional incompetente mas afável de trato pode ser apreciado pela sociedade em que vive. Nenhum dos dois merecerá o respeito de seus pares”.
Depois de uma atuação brilhante, com relevantes serviços prestados, ultrapassando seis décadas, ainda em atividades profissionais, quando inspecionava em charrete sua propriedade, próxima a cidade de Sapé, foi alvo de grave acidente, sendo arrebatado de nosso convívio em data de 22 de março de 2006.
Inspirado em Guimarães Rosa, ressalto: “As pessoas queridas não partem jamais. Ficam apenas encantadas”.
(fonte: portalmedico.org.br, por Ac. Francisco Assis dos Anjos, Membro Titular da Cadeira 40 da Academia Paraibana de Medicina CRM 137/PB)

Claudino Cavalcante de Sousa was born about 1870 in Salvador, Bahia, Brasil. He married Antônia Batista de Sousa.

Claudino ou Antônio.

Antônia Batista de Sousa was born about 1870 in Salvador, Bahia, Brasil. She married Claudino Cavalcante de Sousa.

Ou Claudina Maria da Soledade.

They had the following children:

  F i Vicência Batista de Sousa Rocco

Home First Previous Next Last

Surname List | Name Index