Uma Teia de Famílias


Melquior Coelho died after 1633 in Santa Bárbara das Nove Ribeiras, Ilha Terceira dos Açores, Portugal.

He had the following children:

  F i Maria Coelho

LUÍS Vaz Fagundes died after 1510 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal.

He had the following children:

  M i FERNANDO Vaz Fagundes

GIL Anes Curvo was born about 1480 in Borba, Distrito de Évora, Portugal. He died after 1530 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal. He married ISABEL Rodrigues Fagundes about 1510 in (Igreja de São Salvador).

ISABEL Rodrigues Fagundes was born about 1480 in (...), Portugal. She died after 1530 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal. She married GIL Anes Curvo about 1510 in (Igreja de São Salvador).

Consta que seria filha de Rodrigo Afonso Fagundes (Soares, Nobiliário da Ilha Terceira, tto Fagundes) que nasceu por volta de 1490, portanto seu contemporâneo.

They had the following children:

  F i MARIA Rodrigues Fagundes
  M ii Lopo Gil Fagundes
  F iii Catarina Gil Fagundes
  M iv Manoel Rodrigues Fagundes
  M v João Gil Fagundes
  M vi Diogo Gil Fagundes
  M vii Álvaro Gil Fagundes
  M viii Francisco Rodrigues Fagundes was born about 1525 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal.
  F ix Clara Gil Fagundes
  F x Iria Gil Fagundes
  F xi Grácia Rodrigues Fagundes

Nicolau Gonçalves Leal died before 1659 in Santa Bárbara em Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal. He married Bárbara de Airosa.

Bárbara de Airosa died before 1659 in Santa Bárbara em Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal. She married Nicolau Gonçalves Leal.

They had the following children:

  F i Beatriz Dias

Lopo Gil Fagundes [Parents] was born about 1513 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal. He married Catarina Afonso de Azevedo.

Other marriages:
de Azedias, Marta

Catarina Afonso de Azevedo was born about 1513 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal. She married Lopo Gil Fagundes.


Lopo Gil Fagundes [Parents] was born about 1513 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal. He married Marta de Azedias.

Other marriages:
Afonso de Azevedo, Catarina

Marta de Azedias was born about 1520 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal. She married Lopo Gil Fagundes.


Estêvão Afonso Camacho was born about 1515 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal. He married Catarina Gil Fagundes.

Catarina Gil Fagundes [Parents] was born about 1515 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceira dos Açores, Portugal. She married Estêvão Afonso Camacho.


Pedro Anes do Canto [Parents] was born in 1485/1490 in Guimarães, Distrito de Braga, Portugal. He died in 1556 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceria dos Açores, Portugal. He married Violante da Silva.

Other marriages:
Abarca, Joana

Do Nobiliário da Ilha Terceira, pág 229, vol III:

DESCENDEM de John of Kent, fidalgo inglez que acompanhou a Hespanha o príncipe de Galles em favor d'el-rei D. Pedro, o Cruel, e cujos descendentes passaram depois ao reino de Portugal e ilhas adjacentes.

O tronco d'esta familia na ilha Terceira é Pedro Annes do Canto, que nasceu em Guimarães, no século XV, e era irmão de Francisco do Canto, fallecido em Roma, e de Antônio do Canto, que foi clérigo e arcipreste de Nossa Senhora da Oliveira, da dita cidade, que então possuía apenas os foros de villa: filhos de João Annes do Canto, também natural de Guimarães, e de sua 1o mulher D. Francisca da Silva.

§ 1° Pedro Annes do Canto - passou á Terceira nos fins do dito século ou princípios do século xvi, em serviço d'el-rei, com seu parente Vasco Affonso, vigário de Machico e visitador das ilhas dos Açores, do qual ficou herdeiro universal. Em 1509, estando já na dita ilha, partiu para a África em socôrro da praça d'Arzil!a, então cercada pelo rei de Fez, levando para esse fim um navio com gente portugueza armada e paga á sua custn. Apenas chegado ai li, commetteu-lhe D. Vasco, governador da praça, o ataque ao porto denominado - Tonbelalon, de que os mouros se tinham assenhoreado; e tão bem se desempenhou d'esta missão, que logo tomou o dito porto e o sustentou denodadamente contra o mais porfiado fogo até o inimigo se retirar, o que succedeu oito dias depois. Por tão relevantes serviços el-rei D. João III acrescentou-lhe ao antigo escudo das suas armas um baluarte, na conformidade da carta regia de que dou conhecimento no final do presente titulo.
Foi moço fid. da Casa Real, e, por carta regia de 27 de julho de 1532, foi nomeado provedor das armadas e fortificações na ilha Terceira, cargo que foi o primeiro a desempenhal-o. Na mesma ilha dirigiu também os trabalhos para a organisação de uma esquadra destinada á extincçâo dos corsários, que infestavam o mar dos Açores.
Fez cinco disposições testamentarias, que foram approvadas, a 1a e 2a, respectivamente, em 18 d'abril de 1504, e 1 de junho de 1543, na nota do tabellião Diogo Leitão, da cidade de Lisboa, e as restantes, em 23 d’abril de 1547, 15 de maio de 1549 e 3 d'out. de 1553, na nota de de João de Cêa, da cidade de Angra. N'estas disposições instituiu, para perpetuação da sua memória e linhagem, três importantes morgados, aos quaes apropriou os seguintes bens, que possuía na dita ilha :

Ao 1.° - as Casas do Corpo Santo, S. Pedro e Ribeira da Lapa, bem como as respectivas Quintas e foros, e a Capella de Nossa Senhora de Nazareth, que mandou edificar na dita Q de S. Pedro.
Ao 2.°- as Casas das Lagens, Agualva, Porto Martim e Dadas do Brazil, com as respectivas Quintas e foros.
Ao 3.° - as Quintas situadas nas Três, Cinco e Seis Ribeiras de Santa Barbara, as quaes então valiam 60 moios de renda annuaes (3:600 alqueires), e foram em parte compradas com o dinheiro que o instituidor herdou do dito seu parente Vasco Affonso.

Estes morgados, que foram instítuidos com certas e determinadas obrigações, e designadamente com a de usarem os respectivos administradores, seus filhos - Antônio, João e Francisco - o appellido Canto, que o instituidor declarou pertencer-lhe por seus pães e avós, foram depois accrescidos de outros bens, e nomeadamente dos seguintes:

O 1.°-- da Casa e Capella de Nossa Senhora dos Remédios.
O 2.° - de umas Casas nobres, na freguezia dos Biscoitos, e de uma Capella sob a invocação de Nossa Senhora do Lorêto. O 3° de umas Casas nobres e Capella de Nossa Senhora da Natividade, na cidade de Angra.

Em uma das referidas disposições declarou o testador ter feito em Lisboa, no anno de 1544, na nota então a cargo de Diogo Leitão, uma escriptura pela qual cedeu em favor de seu irmão Antônio as suas legitimas paterna e materna, com a obrigação de uma capella de missas, em Guimarães, por alma de seus pães, e de serem administradores d'essa capella o mesmo seu irmão e a sua geração.
Falleceu Pedro Annes do Canto, em 1556, tendo determinado no testamento que fez em 1543, que o seu corpo fosse sepultado na sua Capella de Nossa Senhora da Nazareth, da Quinta de S. Pedro, ou na Capella de S. Pedro da Sé de Angra, caso viesse a fallecer n'esta cidade; e mais determinou que os seus herdeiros lhe puzessem sobre o moimento uma memória com os seguintes dizeres:

Sepultura de Pedro Annes do Canto, fidalgo da Casa d'el-rei de Portugal D. João III d'este nome, que foi o 1° homem que foi socorrer com um navio cheio de gente a villa de Arzitla no 2° cerco, que toi na era de 1509, e estando cercado d'el-rei de Fez...... foi na tomada de Azamor e das víllas de..... , e nos apetrechades muros da província de....., e capitão-mór sete vezes das Armadas do dito rei em guarda das Naus da lndia.

Foi casado duas vezes a primeira, em 8 de setembro de 1510, em Angra, com D. Joanna Abarca. - Vid. Tit. dos Abarcas, § un., n° 3 - e â segunda com D. Violante da Silva, filha de Duarte Galvão, secretario d'el-rei D. João II, embaixador a Roma ao papa Alexandre VI, bem como ao imperador da Alemanha, Maximiliano I, e ao rei de França, Luiz X, e chronista-mór do reino, e de sua 2a mulher D. Catharina de Menezes e Vasconcellos.

Violante da Silva was born about 1510 in Angra do Heroísmo, Ilha Terceria dos Açores, Portugal. She married Pedro Anes do Canto.


Duarte Galvão died in (...), Portugal. He married Catarina de Meneses e Vasconcelos.

Foi secretario d'el-rei D. João II (*1455,r1481,+1495), embaixador a Roma ao papa Alexandre VI, bem como ao imperador da Alemanha, Maximiliano I, e ao rei de França, Luiz X, e cronista-mór do reino (Sousa, Nobiliário da Ilha Terceira, pág 229, vol III).

Catarina de Meneses e Vasconcelos died in (...), Portugal. She married Duarte Galvão.

They had the following children:

  F i Joana Abarca

Anfonso Henriques died after 1570 in Funchal, Ilha Madeira, Portugal. He married Ana de Andrade.

Ana de Andrade died after 1570 in Funchal, Ilha Madeira, Portugal. She married Anfonso Henriques.

They had the following children:

  F i Francisca Henriques

Home First Previous Next Last

Surname List | Name Index