Uma Teia de Família


José da Silva Passos was born about 1875 in Guaratinguetá, São Paulo, Brasil. He married Zulmira de Noronha.

Zulmira de Noronha [Parents] was born about 1875 in Guaratinguetá, São Paulo, Brasil. She married José da Silva Passos.


Domiciano Monteiro de Noronha [Parents] was born in 1760/1765 in Ouro Branco, Minas Gerais, Brasil. He died in 1845 in Baependi, Minas Gerais, Brasil. He married Mariana Justina de Meireles on 15 Feb 1795 in Igreja Matriz de Baependi.

Foi Sargento-mór e proprietário da Faz. Monte Seco em Baependi (Marcondes de Moura, Os Galvão de França, v2, 1972, pp 539, 634; Projetocompartilhar.org verbete João Luís Gonçalves).

Mariana Justina de Meireles [Parents] was born in 1770/1775 in Baependi, Minas Gerais, Brasil. She married Domiciano Monteiro de Noronha on 15 Feb 1795 in Igreja Matriz de Baependi.

They had the following children:

  F i Maria Ernestina Noronha
  F ii Lucia Cândida de Noronha
  F iii Luisa de Noronha
  M iv Luís José Monteiro de Noronha

João Gonçalves Cruz [Parents] was born in 1746 in Guaratinguetá, São Paulo, Brasil. He married Teodóra Maria de Guaratinguetá.

Other marriages:
de Oliveira, Ana Joaquina

Foi oficial de ordenanças da cia. do bairro do Piagui (cp 14/3/1776), foi um dos mais rico senhores de engenho em Guaratinguetá (Marcondes de Moura, Os Galvão de França, v2, 1972, pp 517, 527).

Teodóra Maria de Guaratinguetá was born in 1766 in Guaratinguetá, São Paulo, Brasil. She married João Gonçalves Cruz.


Tomás Joaquim de Arantes Marques [Parents] was born in 1795/1800 in Baependi, Minas Gerais, Brasil. He died in 1888 in Mocóca, São Paulo, Brasil. He married Lucia Cândida de Noronha about 1825 in Baependi.

Other marriages:
de Melo, Francisca Carolina

Foi um rico lavrador e capitão em Baependi. Comercializou durante muitos anos em Carmo do Rio Verde, antes de se estabelecer em Mocóca onde faleceu. Com geração parcial de seu 2° (?) casamento em Marcondes de Moura (Os Galvão de França, v2, 1972, pp 634, 637).

Lucia Cândida de Noronha [Parents] was born on 20 Feb 1797 in Ouro Branco, Minas Gerais, Brasil. She died in 1834 in Baependi, Minas Gerais, Brasil. She married Tomás Joaquim de Arantes Marques about 1825 in Baependi.


Antonio de Arantes Marques [Parents] was born on 17 Jul 1738 in São Salvador do Couto em Tomás do Douro, Distrito de Braga, Portugal. He married Ana da Cunha.

Passou para o Brasil, onde se casou (Marcondes de Moura, Os Galvão de França, v2, 1972, pp 637)..

Ana da Cunha [Parents] was born about 1765 in Aiuruóca, Minas Gerais, Brasil. She married Antonio de Arantes Marques.

They had the following children:

  M i Tomás Joaquim de Arantes Marques

João Batista Pinto de Almeida [Parents] was born in 1795/1800 in Baependi, Minas Gerais, Brasil. He married Luisa de Noronha.

Other marriages:
Cortes, Rita

Luisa de Noronha [Parents] was born in 1799/1804 in Ouro Branco, Minas Gerais, Brasil. She married João Batista Pinto de Almeida.

They had the following children:

  M i Aureliano Batista Pinto de Almeida was born about 1825 in Pouso Alegre, Minas Gerais, Brasil.

Foi coronel e advogado em Pouso Alegre/MG.

João Batista Pinto de Almeida [Parents] was born in 1795/1800 in Baependi, Minas Gerais, Brasil. He married Rita Cortes.

Other marriages:
de Noronha, Luisa

Rita Cortes was born in 1795/1800 in Baependi, Minas Gerais, Brasil. She married João Batista Pinto de Almeida.


Pedro de Alcântara de Almeida was born about 1765. He married Mécia Joaquina Pinto de Magalhães.

Mécia Joaquina Pinto de Magalhães was born about 1765. She married Pedro de Alcântara de Almeida.

They had the following children:

  M i João Batista Pinto de Almeida

José de Oliveira Sousa was born about 1785 in (Taubaté), São Paulo, Brasil. He married Beatriz Vitalina da Chagas.

Beatriz Vitalina da Chagas was born about 1785 in (Taubaté), São Paulo, Brasil. She married José de Oliveira Sousa.

They had the following children:

  F i Escolástica de Oliveira Sousa

João Rosário da Silva [Parents] was born about 1705 in Porto, Distrito do Porto, Portugal. He married Maria da Silva de Siqueira.

Casados, mudaram-se para Camargos em MG (Marcondes de Moura, Os Galvão de França, v2, 1972, pp 628).

Maria da Silva de Siqueira [Parents] was born about 1705 in Pindamonhangaba, São Paulo, Brasil. She married João Rosário da Silva.

Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição (Camargos) por Cláudia Damasceno Fonseca: "As datas de formação do arraial de Camargos e da construção de sua igreja são incertas. Não parece haver dúvidas, porém, de que o nome da povoação se deve ao paulista Tomás Lopes de Camargos, que encontrou o ribeiro aurífero perto do qual surgiu o núcleo urbano. Segundo a tradição, e de acordo com referências aos primeiros assentos da freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Camargos, a fundação da paróquia se deu pelos anos de 1690, e a construção da capela teria sido iniciada por volta de 1707, e concluída em meados do século. O templo apresenta algumas peculiaridades no tocante à sua implantação e aos elementos arquitetónicos do entorno. Erguida no alto de uma colina, apresenta adro cercado por mureta de pedra; diante dela, num ponto mais baixo do terreno, encontra‐se uma escadaria em cujo topo se encontra um belo cruzeiro, também em pedra. Por outro lado, tanto a planta quanto a composição da fachada e a ornamentação interna são semelhantes às das outras matrizes dos arredores de Mariana. Com partido retangular, o primeiro pavimento corresponde à nave, capela‐mor, átrio, corredores laterais e sacristia; o segundo pavimento é formado pelas tribunas e coro. O frontispício é pesado, com portada larga, torres baixas e frontão triangular simples, arrematado por telhas. A capela‐mor, em adobe, talvez seja um elemento remanescente da primitiva capela erguida pelos pioneiros. A talha do altar‐mor apresenta decoração profusa, com elementos zoomórficos e fitomórficos, típicos da fase joanina. Diversos sinais sugerem que o forro arqueado atual veio substituir um forro original em forma de gamela, apainelado e com pinturas artísticas, como as que ainda existem acima do arco‐cruzeiro. Como as demais matrizes da região de Mariana, no início do século XIX esta igreja se encontrava bastante arruinada, devido “à decadência do país”. A igreja passou por reformas no início do século XX, e foi classificada em 1949 pelo IPHAN." (hpip.org; acessado em 31/01/2016).

They had the following children:

  M i Felipe José da Silva
  M ii Antonio da Silva Salgado
  F iii Isabel Maria de Santa Rosa da Silva

Home First Previous Next Last

Surname List | Name Index