Uma Teia de Família


JOÃO do Prado was born in 1525/1530 in Paço Olivença, Distrito de Évora (Alto Alentejo), Portugal. He died in Feb 1597 in Sertão do rio Paranaíba, São Paulo, Brasil. He married FELIPA Vicente in 1557/1558 in Igreja Matriz de São Vicente.

Other marriages:
Unknown

Também encontrado como da família Olivença. De nobreza reconhecida, que veio nos princípios da fundação de São Vicente, na companhia do donatário Martim Afonso de Souza, pelos anos de 1531, versão refutada por Américo de Moura, possivelmente por ser João ainda muito jovem naquela data. Em 1584 já morava em São Paulo, de onde fez expedições ao sertão. Acompanhou Jerônimo Leitão em suas expedições de 1588 a 1592. Em 1594 fez uma expedição com o capitão-mór Jorge Correia e seguiu em 1596 na bandeira de João Pereira de Sousa Botafogo. Foi Juiz Ordinário de 1588 a 1592 e vereador (1594-8). Testou em 1594 e morou com fazenda na margem do Rio Pinheiros. Faleceu duranta uma expedição ao sertão do rio Paranaíba (Da Silva Leme, Genealogia Paulistana, V3, pp 90). João do Prado teve uma prima de nome Clara Martins que viveu no RJ e deixou descendencia (Pedro Taques, Nobiliarquia Paulistana, V1 1926, pp 331)

FELIPA Vicente [Parents] was born in 1531/1536 in (...), Portugal. She died on 27 Jun 1627 in São Paulo, São Paulo, Brasil. She married JOÃO do Prado in 1557/1558 in Igreja Matriz de São Vicente.

Para ter tido tantos filhos durante 34 anos e falecido em 1627, certamente era quase uma criança quando se casou.

They had the following children:

  F i ISABEL Domingues Prado
  M ii Domingos do Prado was born in 1561/1563 in São Vicente, São Paulo, Brasil. He died in 1630 in São Paulo, São Paulo, Brasil.
  F iii Clara do Prado was born in 1563/1566 in São Vicente, São Paulo, Brasil.
  F iv Felipa Vicente do Prado
  M v João do Prado
  F vi CATARINA do Prado
  F vii Maria do Prado
  M viii Martim do Prado was born in 1586/1588 in São Vicente, São Paulo, Brasil. He died on 14 Apr 1616 in São Paulo, São Paulo, Brasil.
  M ix Pedro do Prado was born in 1590 in São Vicente, São Paulo, Brasil. He died on 23 Dec 1682 in São Vicente, São Paulo, Brasil.
  F x Ana Maria do Prado was born in 1591/1593 in São Vicente, São Paulo, Brasil.
  F xi Helena do Prado

MANOEL Pires died in (...), Portugal.

He had the following children:

  M i SEBASTIÃO de Freitas

ANTONIO Rodrigues de Alvarenga [Parents] was born in 1545/1550 in Lamego, Distrito de Viseu, Portugal. He died on 14 Sep 1614 in São Paulo, São Paulo, Brasil. He married ANA Ribeiro in 1570/1575 in São Vicente.

De Lamego, onde nasceu, passou a morar em São Vicente pelos idos de 1570. Nesta vila foi tabelião e barbeiro. Em 1593 mudou-se para São Paulo onde exerceu, como proprietário, o ofício de tabelião judicial e notas. Foi juiz dos barbeiros e sangrador. Exerceu os cargos públicos de almotacel e vereador (Marcondes de Moura, Os Galvão de França, v2, 1972, pp 419; Da Silva Leme, V5, pp 213; Barata, Dic. Fam. Bras, 1999, V1; Negrão, Gene. Paranaense, 1946, V2, pp 192; Carlos da Silveira, Subsidos Genealógicos, Bib. Genea. Bras., V3, 1942, pp 41).

Diz Pedro Taques sobre os Alvarengas (Nobiliarquia Paulistana) "Antonio Rodrigues de Alvarenga passou em serviço do Rei a ser um dos primeiros povoadores da vila de S. Vicente, que em 1531 fundou o donatário senhor dela Martim Afonso de Sousa por concessão de El-Rei dom João III. Nesta vila casou-se Antonio Rodrigues de Alvarenga com Anna Ribeiro, natural da cidade do Porto, donde passou com duas irmãs e vários irmãos na companhia de seus pais Estevão Ribeiro Bayão Parente, natural de Beja (o qual era parente em grau próximo de Estevão de Liz, Morgado bem conhecido em Vila Real) e de sua mulher Magdalena Fernandes Feijó de Madureira, natural da cidade do Porto. De S. Vicente passou para S. Paulo Antonio Rodrigues de Alvarenga com sua mulher, e, como pessoa tão distinta soube conseguir respeito e veneração, e foi senhor proprietário, por mercê do donatário, do ofício de tabelião do judicial e notas de S. Paulo, onde faleceu com testamento a 14 de Setembro de 1614 (C. O. de S. Paulo); e d. Anna Ribeiro faleceu em S. Paulo com testamento a 23 de Outubro de 1647 e foi sepultada na capela-mor da igreja dos religiosos carmelitas, em jazigo próprio, no qual descansavam as cinzas de seu filho Antonio Pedroso de Alvarenga, sargento-mor da comarca de S. Paulo com 80$ de soldo"
Carta de Brasão dos Alvarengas (ibid.) "D. Pedro por graça de Deus príncipe de Portugal, etc. Faço saber aos que esta minha carta de brasão de armas virem que o capitão Estevão Ribeiro de Alvarenga e seus irmãos Antonio Pedroso de Alvarenga,o padre-mestre Fr. Luiz dos Anjos, e o padre-mestre Frei João da Luz, carmelitas calçados, naturais da vila de S. Paulo, filhos legítimos de Diogo Martins da Costa e de sua mulher Izabel Ribeiro, netos por parte paterna de Belchior Martins da Costa e de sua mulher Ignez Martins, naturais da cidade de Évora, e pela materna de Estevão Ribeiro de Alvarenga e de sua mulher Maria Missel, naturais da vila de S. Paulo, o qual Estevão Ribeiro de Alvarenga é filho de Antonio Rodrigues de Alvarenga, natural da cidade de Lamego, filho de Balthasar de Alvarenga e de sua mulher Messia Monteiro, e o dito Antonio Rodrigues de Alvarenga teve outro irmão chamado Manoel Monteiro, filho do mesmo pai e mãe, o qual foi familiar do santo ofício, os quais filhos de Diogo Martins da Costa me fizeram uma petição, na qual me pediam que por viverem na vila de S. Paulo nunca puderam tirar seu brasão de por lhes competir, e que queriam fazer o certo e notório em juízo contencioso, e mostrar por testemunhas fidedignas como eram os mesmos descendentes do dito Antonio Rodrigues de Alvarenga, o qual era fidalgo de geração, e eles sucessores eram herdeiros, e lhes competiam as armas e nobreza dos seus antepassados, pais e avós dos sobreditos; que outrossim, queriam justificar como descendiam da muito ilustre família dos Alvarengas, tão conhecida neste reino; e assim queriam renovar esta memória e honra, para lograrem eles suplicantes e seus descendentes, e se conservar em suas casas para as não consumir o tempo e para que possam lograr daquelas liberdades e foros concedidos a tais famílias e gerações pelos senhores reis deste reino, meus antecessores. E sendo esta petição apresentada ao meu corregedor do cível da corte desta minha muito nobre e sempre leal cidade de Lisboa, nela pois que justificassem o que relatavam perante ele,e fizessem certo o que diziam; e sendo apresentadas sete testemunhas de todo o crédito fora de suspeita e de toda a exceção, maiores, e as mais delas cavaleiros do hábito de Cristo, naturais da cidade de Lamego, depuseram de fato próprio; sendo lhe os autos conclusos neles proferiu a sentença seguinte: 'Vistos estes autos dos justificantes a fl. 2, o capitão Estevão Ribeiro de Alvarenga e seus irmãos Antonio Pedroso de Alvarenga e os padres-mestres Frei João da Luz e Frei Luiz dos Anjos, carmelitas calçados; ditas testemunhas a fls. 7 que eu inquiri, e certidões que se juntaram de fls. 8 em diante, se mostra serem os justificantes filhos legítimos de Diogo Martins da Costa, e de sua mulher Izabel Ribeiro, netos pela parte masculina de Belchior Martins da Costa e de sua mulher Ignez Martins etc. ... julgo aos sobreditos justificantes por filhos legítimos do dito Diogo Martins da Costa e por descendentes da muito ilustre geração e família dos Alvarengas e Costas, e os julgo também por cristãos velhos sem raça de mouro ou judeu, nem de outra alguma infesta nação e poderão tirar as suas sentenças de processo, e paguem as custas dos autos. Lisboa, 2 junho de 1681. E sendo a dita sentença assinada e publicada pelo dito meu corregedor, da minha corte e casa da suplicação, tirada do processo, e passada pela minha chancelaria, a qual sendo apresentada ao meu rei de armas Portugal, porque a minha tenção é honrar aos meus vassalos, ainda aqueles que mais remotos vivem, para que se não extingam as nobrezas e fidalguias, que seus avós adquiriram e alcançaram.

ANA Ribeiro [Parents] was born in 1555/1560 in Porto, Distrito do Porto, Portugal. She died on 23 Oct 1647 in São Paulo, São Paulo, Brasil. She married ANTONIO Rodrigues de Alvarenga in 1570/1575 in São Vicente.

They had the following children:

  F i MARIA Pedroso
  M ii Luís Monteiro
  M iii Estevão Ribeiro de Alvarenga
  F iv Ana de Alvarenga
  F v INÊS Monteiro de Alvarenga
  M vi Antonio Pedroso de Alvarenga
  M vii Francisco de Alvarenga
  M viii Bento Rodrigues de Alvarenga was born in 1594/1597 in São Paulo, São Paulo, Brasil.

Era frei em São Paulo (Da Silva Leme, Genealogia Paulistana, V5, pp 214).
  F ix Tomásia de Alvarenga was born in 1596/1599 in São Paulo, São Paulo, Brasil.
  F x Maria Rodrigues de Alvarenga was born in 1598/1600 in São Paulo, São Paulo, Brasil.

FERNÃO Dias Pais [Parents] was born in 1538/1543 in Abrantes, Distrito de Santarém, Portugal. He died on 05 Oct 1605 in São Vicente, São Paulo, Brasil. He married LUCRÉCIA Leme in 1579/1584 in Igreja de São Vicente.

Fernão nasceu na Ilha da Madeira e ficou com seus avós quando seu pai migrou para o Brasil. Posteriormente também foi para São Vicente, onde se casou (Da Silva Leme, tto Lemes) com sua sobrinha. Ele acompanhou Jerônimo Leitão ao rio Paranaguá e em 1590 ao rio Tietê onde combateu os índios tupiniquins. Teve um sítio à margem do rio Pinheiros, com uma grande fazenda de culturas que chegavam até o rio Ipiranga - cerca de uma légua de comprimento. Foi juiz (1586, 1590 e 1594) e vereador (1592) (Marcondes de Moura, Os Galvão de França, 1972, v2, pp 403).
Descende do Rei dos Reis Dario I da Pérsia, de Fernando I de Castela, Carlos Magno, Ramiro II das Asturias, de Addallah ibn Muhammed Sétimo Emir de Córdova, Hugo Capeto, William I o Conquistador da Inglaterra, Afonso Henriques.

LUCRÉCIA Leme [Parents] was born in 1562/1565 in São Vicente, São Paulo, Brasil. She died on 01 Jul 1641 in São Paulo, São Paulo, Brasil. She married FERNÃO Dias Pais in 1579/1584 in Igreja de São Vicente.

Descende do Rei dos Reis Dario I da Pérsia, de Fernando I de Castela, Carlos Magno, Ramiro II das Asturias, de Addallah ibn Muhammed Sétimo Emir de Córdova, Hugo Capeto, William I o Conquistador da Inglaterra, Afonso Henriques.

They had the following children:

  M i Fernão Dias Pais was born in 1580/1585 in São Vicente, São Paulo, Brasil.

Foi o fundador de Embú e tio homônimo de um dos mais famosos bandeirantes, ao lado de Antonio Raposo Tavares, que tinha uma grande aptidão por esmeraldas (Marcondes de Moura, Os Galvão de França, v2, 1972, pp 404).
  M ii PEDRO Dias Pais Leme
  F iii LUZIA Leme
  F iv Maria Leme

SALVADOR Pires [Parents] was born about 1540 in Porto, Distrito do Porto, Portugal. He died in 1592 in São Paulo, São Paulo, Brasil. He married MÉCIA UÇU Fernandes.

Other marriages:
de Brito, N(...)

Possuía grandes lavouras mantidas por numerosos trabalhadores que eram índios catequizados sob sua administração. Faleceu na sua fazenda de cultura, situada acima da cachoeira - Patuahy - no rio Tietê, com uma légua de terra em quadro (Da Silva Leme, V2, pp 5). Foi uma das principais lideranças do governo da capitania de São Paulo (Ortman, Genealogia Guaratiguetaense, Anu. Genea. Latino, V4, 1952, pp 350).

MÉCIA UÇU Fernandes [Parents] was born about 1570 in São Miguel (Aldeia de Hururai), São Paulo, Brasil. She married SALVADOR Pires.

Índia catequisada pelo padre Anchieta (Ortman, Genealogia Guaratiguetaense, Anu. Genea. Latino, V4, 1952, pp 350).

They had the following children:

  F i Isabel Fernandes
  M ii SALVADOR Pires de Medeiros
  F iii Maria Pires

SALVADOR Pires [Parents] was born about 1540 in Porto, Distrito do Porto, Portugal. He died in 1592 in São Paulo, São Paulo, Brasil. He married N(...) de Brito about 1570.

Other marriages:
Fernandes, MÉCIA UÇU

Possuía grandes lavouras mantidas por numerosos trabalhadores que eram índios catequizados sob sua administração. Faleceu na sua fazenda de cultura, situada acima da cachoeira - Patuahy - no rio Tietê, com uma légua de terra em quadro (Da Silva Leme, V2, pp 5). Foi uma das principais lideranças do governo da capitania de São Paulo (Ortman, Genealogia Guaratiguetaense, Anu. Genea. Latino, V4, 1952, pp 350).

N(...) de Brito died about 1585 in São Paulo, São Paulo, Brasil. She married SALVADOR Pires about 1570.


JORGE Furtado de Sousa [Parents] was born about 1510 in Portugal. He died in Ilha de Santa Maria dos Açores, Portugal. He married CATARINA Nunes Velho.

CATARINA Nunes Velho [Parents] was born about 1500 in Portugal. She married JORGE Furtado de Sousa.

Descende de Ramiro II Rei de Leão e de Addallah ibn Muhammed Sétimo Emir de Córdova.

They had the following children:

  M i GONÇALO Martins Leite

PEDRO Vicente was born about 1510 in (...), Portugal. He died after 1555 in São Paulo, São Paulo, Brasil. He married MARIA de Faria.

Foi um dos primeiros povoadores da Capitania de São Paulo. Em 1554 era lavrador de grandes canaviais e tinham parte no engenho de açúcar de São Jorge dos Erasmos (Da Silva Leme, Genealogia Paulistana, V3, pp 91).

MARIA de Faria was born about 1510 in (...), Portugal. She died in São Paulo, São Paulo, Brasil. She married PEDRO Vicente.

They had the following children:

  F i FELIPA Vicente

BALTAZAR Álvares de Alvarenga Soeiro [Parents] was born about 1535 in Lamego, Distrito de Viseu, Portugal. He married MÉCIA Monteiro.

MÉCIA Monteiro [Parents] was born about 1535 in Lamego, Distrito de Viseu, Portugal. She married BALTAZAR Álvares de Alvarenga Soeiro.

They had the following children:

  M i ANTONIO Rodrigues de Alvarenga
  M ii Manoel Rodrigues de Alvarenga

ESTÊVÃO Ribeiro Baião Parente was born about 1533 in Beja, Distrito de Beja, Portugal. He married MADALENA Fernandes Feijó de Madureira.

Da Silva Leme (Genealogia Paulistana, V8, pp 166)

MADALENA Fernandes Feijó de Madureira was born about 1537 in Porto, Distrito do Porto, Portugal. She married ESTÊVÃO Ribeiro Baião Parente.

They had the following children:

  F i ANA Ribeiro

Home First Previous Next Last

Surname List | Name Index